Participe do nosso grupo e tenha um currículo capaz de atrair 5X mais entrevistas

Como afirmou o mestre Mattoso Câmara Júnior: “O emprego deste sinal é incoerente e confuso.”

Se até o próprio Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa e os estudiosos apresentam divergências, imagine quem não é especialista.

O aspecto normativo básico expõe que a finalidade do hífen é indicar a formação de um novo vocábulo composto: “caixa-preta” corresponde a um gravador nas aeronaves; “caixa preta” já é uma caixa da cor preta, literalmente. “Ano-novo” corresponde à virada de ano; “ano novo” são os doze novos meses, o ano literalmente novo. Como mais um exemplo, “saia-justa” é a famosa situação embaraçosa; “saia justa” é apenas uma peça do vestuário.

PREFIXOS DISSÍLABOS E AERO-

Nas formações com prefixos dissílabos (ANTE, ANTI, ARQUI, AUTO, CIRCUM, CONTRA, ENTRE, EXTRA, HIPER, INFRA, INTER, INTRA, SEMI, SOBRE, SUB, SUPER, SUPRA, ULTRA…) e falsos prefixos (AERO, FOTO, MACRO, MAXI, MEGA, MICRO, MINI, PROTO, PSEUDO, RETRO, TELE…) , só se usa hífen se a última letra do prefixo for idêntica à primeira da palavra, ou se a palavra iniciar-se por H. Confira a lista abaixo:

auto-hipnose, auto-observação; contra-almirante, contra-ataque; extra-hepático; infra-assinado, infra-hepático; intra-abdominal, intra-hepático; neo-hamburguês; proto-história, proto-orgânico; semi-inconsciência, semi-interno; supra-anal, supra-hepático; ultra-aquecido, ultra-hiperbólico.

Lembre-se disto: para prefixos dissílabos e AERO, só haverá hífen com “letras idênticas ou H”. Caso assim não seja, não haverá hífen nem espaço:

autoadesivo, autoanálise, autobiografia, autoconfiança, autocontrole, autocrítica; contrabaixo, contracheque; extraconjugal, extraoficial; infraestrutura, infravermelho; intracelular, intravenoso; protocolar, protofonia; pseudoartista, pseudoparalisia; semiaberto, semifinal, seminovo, semiúmido; supracitado, suprapartidário; ultracansado, ultraelevado, ultravírus.

No entanto, com tais prefixos, se a palavra principal iniciar-se por R ou S, estas letras dobram-se (e não haverá uso de hífen):

autorretrato, autossuficiente; contrassenso, contrarreforma; infrarrenal, infrassom; pseudorrainha, pseudorrepresentação, pseudossábio; semisselvagem; ultrarromântico, ultrassensível; ultrassom.

PREFIXOS MONOSSILÁBICOS

Quando o prefixo for monossilábico, caro leitor, procure sempre fazer uma consulta no VOLP (Vocabulário Ortográfico da Academia Brasileira de Letras) ou em um bom dicionário. Com o prefixo SUB, por exemplo, só haverá hífen se a palavra seguinte começar por “B, H ou R”:

sub-base, sub-humano, sub-raça, sub-reitor

subaquático, subchefe, subdiretor, subemprego, submundo, suboficial, subprefeito etc.

LINK PARA O E-BOOK GRATUITO: https://mailchi.mp/cef94917cf7f/50dicasdeportugues

Um grande abraço, até a próxima e inscreva-se no meu canal!

DIOGO ARRAIS
http://www.ARRAISCURSOS.com.br
YouTube: MesmaLíngua
Autor Gramatical pela Editora Saraiva
Professor de Língua Portuguesa

Leia também

Confidencial divulga oportunidade(s) para Analista Contábil _Temporário

Principais atividades Preparação/revisão das reconciliações contábeis; Preparação/revisão …