Connect with us

Notícias

Porto do Açu receberá investimentos para a construção de novas usinas de hidrogênio

Artigo

em

Porto do Açu – usinas – hidrogênio Porto do Açu em São João da Barra, RJ/ Fonte: SOPESP

O Porto do Açu, localizado em São João da Barra, no estado do Rio de Janeiro, negocia a instalação de usinas de hidrogênio

A utilização do hidrogênio verde, como fonte de energia, tem uma estimativa de que os investimentos chegue a US$ 500 bilhões até 2030, e o desenvolvimento dessa tecnologia trará uma série de oportunidades para o Brasil e principalmente para o estado do Rio de Janeiro. O Porto do Açu, em São João da Barra, poderá receber algumas usinas de hidrogênio verde futuramente. Veja ainda: Porto do Açu – Açú Petróleo fecha contrato com a Petrobras para exportar 240 milhões de barris de petróleo em dois anos

LEIA TAMBÉM

A utilização e instalação de empreendimentos de hidrogênio verde, no Porto do Açu

No país, os projetos de hidrogênio verde somam US$ 22 bilhões. O Porto do Açu aposta nessa produção, utilizando água e usinas eólica e solar que devem ser instaladas na área. Filipe Segantine, gerente de Desenvolvimento de Negócios Sustentáveis no Porto do Açu, diz que “Abre um leque de opções de produção de baixo carbono, também com o uso da amônia, que tem maior potencial de transporte do hidrogênio. Estamos participando desse desenvolvimento da tecnologia e do mercado”.

Giorgio Luigi Rossi, coordenador da Firjan Internacional e um dos mediadores da série “Rotas de Hidrogênio: energia do futuro e oportunidades para o Rio”, diz que é uma oportunidade única de discutir o tema de extrema relevância para a indústria e sua competitividade internacional. União Europeia e EUA têm metas ambiciosas de redução de emissão de carbono até 2050 e vão recorrer ao hidrogênio, analisou o executivo.

Setores que atraem a produção de hidrogênio verde

A oportunidade de expandir e integrar a produção desse combustível às energias solar, eólica offshore e ao mercado de Petróleo e Gás, principalmente por meio do uso de plataformas antigas, como é o caso da Bacia de Campos. No caso do Hidrogênio Verde, sua produção pode ser ainda mais um destino para o biogás gerado nas usinas de cana-de-açúcar, incrementando a indústria sucroalcooleira da região. O Porto do Açu já assinou alguns memorandos para a instalação de usinas de hidrogênio verde.

Confira ainda esta notícia: Construção de usina de hidrogênio verde no Porto do Açu, no Rio de Janeiro, está sendo analisada por empresas

Controlada pela Prumo Logística, a Porto do Açu Operações, juntamente com a Fortescue Future Industries, assinaram um memorando de entendimento para estudar a viabilidade da construção de uma usina de hidrogênio verde de 300 megawatts (MW) no local. O documento ainda possui outros projetos, de energia solar e eólica, nos estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo.

A mineradora australiana Fortescue, que é dona da Fortescue Future Industries, tem como plano a construção de uma usina de hidrogênio verde no Brasil, para atingir a meta de neutralidade de carbono. A companhia que é a quarta maior produtora de minério de ferro do mundo, anunciou que planeja atingir a neutralidade de carbono até 2030 e espera atingir sua meta original em dez anos. Como parte da meta, a empresa planeja produzir hidrogênio verde em escala comercial até 2023.

A disponibilidade de hidrogênio verde e energia renovável promoverá ainda mais a industrialização sustentável do Porto do Açu, incluindo a produção de aço verde, fertilizantes, produtos químicos, combustíveis e outros produtos manufaturados. De acordo com os termos do memorando de entendimento, o hidrogênio será destinado à produção de 250 mil toneladas de amônia por ano, amplamente utilizada na área de fertilizantes agrícolas. O CEO da Açu, José Firmo, disse em uma entrevista conjunta que a própria usina será movida por projetos eólicos e solares.

Notícias

Suzano Mais Emprego conta com 241 vagas disponíveis | Suzano

Artigo

em

Por

25/01/2022

Suzano Mais Emprego conta com 241 vagas disponíveis

LEIA TAMBÉM

Postos de trabalho abrangem vários segmentos profissionais, inclusive com opções para o primeiro emprego

O projeto Suzano Mais Emprego anunciou nesta semana mais 241 vagas no município e em outras cidades do Alto Tietê. Destas, 171 são voltadas para candidatos que têm o ensino médio completo. Ao todo, são oportunidades para 80 cargos diferentes em diversas áreas profissionais, com opções inclusive para outros níveis de escolaridade. Mais informações podem ser encontradas no site oficial da prefeitura (bit.ly/suzano-emprego).

Entre as principais vagas disponíveis estão pedreiro (10), ajudante de pedreiro (10), armador (6), carpinteiro (6), motorista carreteiro (3), educadora social (2), empregada (o) doméstica(o) (2), ajudante de suporte técnico (2), ajudante de forno do ramo alimentício (1), auxiliar de vendas (1), operador programador de torno CNC – comando Fagor (1). Todas exigem experiência prévia de ao menos seis meses na área com comprovação em carteira de trabalho.

Outro destaque fica por conta do processo seletivo do Grupo Madero, que segue em busca de atendentes de restaurante e auxiliares de cozinha. Ao todo são 100 vagas exclusivas para jovens em busca de uma primeira oportunidade de emprego. A rede de fast food exige escolaridade em nível fundamental completo e disponibilidade para atuar em todo o País, com moradia paga pelo contratante. Para concorrer às vagas, os interessados devem comparecer à sede do Suzano Mais Emprego (avenida Paulo Portela,210 – Centro) no dia 15 de fevereiro com currículo, RG, carteira de trabalho e uma caneta.

Os interessados que se enquadram nos requisitos devem enviar currículo em arquivo “PDF” ou “Word” por e-mail, no endereço eletrônico [email protected], da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Geração de Emprego. Em caso de dúvida, o setor realiza atendimento por meio do telefone (11) 4742-5515, de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas.

De acordo com o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Geração de Emprego, André Loducca, o quadro de vagas do projeto muda semanalmente e contempla as mais diversas áreas profissionais. “O ótimo diálogo que temos com os empreendedores e empresários da cidade nos têm permitido promover o encontro entre candidatos e novos postos de trabalho, mediando esta relação e transformando a vida das pessoas”, concluiu.

Continue lendo

Notícias

Sine atende somente pela web: veja as vagas de emprego para Macapá em 26 de janeiro

Artigo

em

Por

LEIA TAMBÉM

Sine capacita e direciona profissionais para o mercado de trabalho — Foto: Jorge Júnior/Rede Amazônica

O Sistema Nacional de Emprego no Amapá (Sine-AP) oferta oportunidades de empregos para Macapá. O número de vagas está disponível de acordo com as empresas cadastradas no Sine e são para todos os níveis de escolaridade e experiência.

Em função da alta de casos e internações pela Covid-19 no estado, o Sine resolveu suspender o atendimento presencial de entrega de currículos para evitar aglomerações.

Com isso, as indicações de vaga devem ser feitas por e-mail. O interessado deve mandar o currículo com o emprego desejado para o endereço: [email protected].

As oportunidades estão disponíveis apenas para o dia divulgado. Veja as vagas ofertadas de acordo com as solicitações das empresas:

  • cozinheira
  • cobrador
  • lavador de carro
  • técnico de refrigeração
  • marceneiro
  • serralheiro
  • servente de obra

VÍDEOS com as notícias do Amapá:

Continue lendo

Notícias

DF tem 267 vagas de emprego nesta quarta. Salários vão até R$ 3,2 mil

Artigo

em

Por

As 14 agências do trabalhador do Distrito Federal estão com 267 vagas de emprego abertas nesta quarta-feira (26/1). São 67 profissões que contemplam pessoas de todos os níveis de escolaridade. Os salários variam entre R$ 200 por dia, oferecidos a diarista, e R$ 3,2 mil mensais, que serão pagos nas três oportunidades para mecânicos de diesel e eletricidade.

Quatro profissões têm vagas para pessoas com nível superior. Há uma oportunidade para analista de planejamento financeiro, formado em contabilidade; outra para pessoa com deficiência formada em tecnologia da informação; e mais uma para quem estuda marketing e deseja trabalhar como técnico de atendimento e vendas. Outras duas são para engenheiros que queiram atuar como técnico orçamentista. Nessas áreas, os salários variam de R$ 1.270,07 a R$ 2,5 mil, mais benefícios.

LEIA TAMBÉM

0

Há também oportunidades que não exigem escolaridade. É o caso de açougueiro (10), ajudante de serralheiro (1), auxiliar de pedreiro (2), confeiteiro (1), lanterneiro (1), montador de veículos (1), pintor de veículos (1), serralheiro (2) e tapeceiro à mão (1). Para estes profissionais são oferecidos salários entre R$ 1.212 e R$ 2 mil, mais benefícios.

Como se candidatar

Para se candidatar a qualquer uma das oportunidades, há dois caminhos: presencial, indo a uma das 14 agências, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, ou pelo aplicativo Sine Fácil.

Mesmo que o candidato não se encaixe em um dos perfis das vagas disponibilizadas no dia, o sistema poderá cruzar informações e encontrar uma oportunidade de acordo com as especificações do currículo.

Oferta das empresas

Empreendedores que desejam buscar profissionais também podem utilizar os serviços das agências do trabalhador. Além do cadastro de vagas, é possível usar os espaços físicos para seleção dos candidatos encaminhados. Para isso, basta acessar o site da Secretaria do Trabalho.

A secretaria também disponibiliza o número de telefone para atendimento em caso de dúvidas referentes a qualquer um dos serviços prestados pela pasta, responsável pelas agências: (61) 99209-1135.

Continue lendo
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

TAGS

+ VISTOS