O salário mínimo poderá aumentar R$ 6 em 2020, ou seja, passará de R$ 1.039 para R$ 1.045. O comunicado foi feito pelo Ministério da Economia, nesta terça-feira (14). Esse aumento depende da aprovação do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

A medida provisória que fixou o salário mínimo de 2020 em R$ 1.039 foi assinado em dezembro de 2019. Com isso, houve um acréscimo de 4,1% ao ano anterior, que consistia em R$ 998. O valor a ser adicionado foi calculado de acordo com a projeção para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

Porém, o ano fechou com o indicador acima do valor registrado, em 4,48%. Dessa forma, é justificável o possível aumento do salário mínimo em 2020, já que o estabelecido não irá recompor a inflação oficial. Vale lembrar que isso é uma obrigação constitucional.

Correção do salário mínimo 2020

De acordo com o segundo secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues, será atendido o que for determinado pelo presidente. Apesar disso, será levado em conta os dois lados da alteração do salário mínimo, sendo o poder de consumo e a maior pressão orçamentária.

A previsão é de que o presidente se encontre com o ministro da Economia, Paulo Guedes, ainda nesta terça-feira para discutir o assunto. Segundo Bolsonaro, é possível que haja uma brecha, já que em dezembro o preço da carne foi maior do que previsto. Ele concluiu afirmando que a ideia é recompor a inflação.

Leia também: Veja os novos valores do PIS/Pasep, seguro-desemprego e benefícios do INSS com o aumento do salário mínimo

Saiba tudo sobre empregos, estágios, cargos públicos e muito mais no Notícias de Emprego

Leia também

Caixa oferece linhas de crédito sem consulta SPC e Serasa em 2020

O segundo semestre de 2019 foi marcado por grande movimentação econômica. Com a liberação …